Como funciona o destination wedding

As inovações relacionadas a cerimônias de casamento não param e muitos noivos estão planejando o que foi batizado de destination wedding.

A palavra inglesa “destination” significa “destino” e, de fato, a cerimônia de casamento acontece em um destino escolhido pelo casal.

Apesar de ser uma forma de matrimônio bastante romântica, o destination wedding não é muito fácil de programar e os gastos envolvendo esse tipo de comemoração podem ser bem altos.

Descubra tudo sobre o destination wedding a partir de agora.


Qual é o conceito por trás do destination wedding?

A ideia do destination wedding é o casal fazer uma viagem apenas, ou seja, eles escolhem o local da lua de mel e já fazem a cerimônia lá.

Existem dois motivos para que tantos casais optem por essa celebração: o prazer de viajar e também a possibilidade de fazer a celebração de casamento no lugar sonhado.

Quem escolhe um destination wedding escolhe o seu tamanho também: se quer chamar convidados ou se deseja que a cerimônia seja apenas entre o próprio casal.

Aliás, não é necessário fazer o casamento especificamente na praia: muitas pessoas escolhem castelos antigos, campos, etc.

De fato, qualquer cenário pode ser usado e em qualquer lugar, seja no Brasil ou no exterior.

Como funciona o destination wedding


Pontos positivos do destination wedding

Muitas coisas impulsionam os noivos a escolher um destination wedding, ainda que a sua organização exija mais esforços, como:

Possibilidade de fazer o casamento em um cenário deslumbrante

Por mais que se prepare uma cerimônia belíssima em uma igreja ou uma comemoração no melhor buffet, é claro que não se pode comparar ao casamento em um campo ou em uma montanha, etc.

Os cenários à disposição dos noivos dependerão do orçamento e do seu próprio gosto, havendo incontáveis possibilidades.

Justificativa para convidar menos pessoas

No destination wedding, são os noivos que pagam para que os convidados compareçam à celebração; por isso, existe considerável gasto com transporte e hospedagem. Isso é uma ótima justificativa para dar uma reduzida na lista de convidados e deixar somente as pessoas mais importantes para aquele momento.

Um drama para os noivos em qualquer celebração é estabelecer quem convidar: se for muita gente, o orçamento pode estourar. Se alguém não for convidado, por outro lado, pode ficar bastante ofendido.

O destination wedding ajuda os noivos a explicarem porque só aquela quantidade de pessoas será convidada.

Comemoração mais longa

A comemoração do casamento começará antes da cerimônia: apenas o fato de estar viajando para um local muito agradável já torna o clima festivo.

É claro que os convidados terão de ir para casa a fim de que o casal dê início à lua de mel, mas eles podem ficar um ou dois dias depois da cerimônia para que todos possam fazer alguns passeios.

Possibilidade de registrar fotos maravilhosas

Ninguém duvida que todo casamento pode ter fotos incríveis, independentemente de onde a celebração seja feita.

Porém, muitos dos álbuns feitos em casamentos na igreja ficam bem parecidos porque o cenário é quase sempre igual.

Com o destination wedding, os noivos podem ter um álbum de fotos excepcional, com lindas paisagens e até poses mais criativas, devido ao ambiente.


Pontos negativos do destination wedding

Como não pode deixar de ser, o destination wedding também tem alguns pontos negativos, inclusive responsáveis por alguns casais desistirem desse tipo de celebração.

Gastos maiores

Mesmo que os noivos escolham como destino algum lugar nacional, inclusive perto, eles terão de pagar os gastos com o transporte dos convidados, além da sua hospedagem. Associando isso à documentação do casamento no civil, valor do buffet, passeios, etc., o orçamento precisa ser alto.

Dificuldade para selecionar o “destination”

Teoricamente, o casal poderia selecionar milhares de lugares para fazer a sua cerimônia de casamento, mas, na prática, é claro que não é assim.

Se for um destino longe, será preciso reduzir muito a lista de convidados e, às vezes, isso não é uma opção.

Necessidade de contratar um cerimonialista no local do casamento

Muitos casais organizam sozinhos o seu casamento, mas isso não funciona muito bem no destination wedding devido à quantidade de coisas a providenciar.

Por isso, os noivos têm de contratar uma agência de casamentos no local de destino para que ela cuide de todos os serviços da cerimônia. Cabe lembrar que o pagamento do cerimonialista deverá ocorrer na moeda local.

Possível necessidade de conhecer o destino pessoalmente

Se os noivos tiverem meios financeiros de fazer isso, eles podem viajar até o local do casamento com antecedência antes de autorizar o cerimonialista a começar as organizações.

Porém, isso é mais simples quando o destino do casamento é nacional ou é um país com moeda desvalorizada frente ao real: caso contrário, o custo pode ficar fora das possibilidades.

Como funciona o destination wedding


Como organizar o destination wedding

Se o destination wedding for mesmo a forma de celebração escolhida, o casal terá de começar o planejamento com toda a antecedência possível e a primeira etapa é escolher um destino que agrade a ambos e que seja financeiramente viável.

Depois, é hora de fazer a lista de convidados: se o destination wedding for em lugar próximo, dá para convidar mais pessoas e estas se deslocam de carro.

Com o lugar do destination wedding e os convidados escolhidos, o casal deve buscar um cerimonialista no lugar e, por isso, é recomendado que um dos noivos fale a língua nativa ou inglês para poder explicar tudo corretamente ao cerimonialista.

Um cuidado a mais é procurar agências organizadoras de eventos que sejam respeitadas no país escolhido.

Sempre que se tem um serviço desse porte a ser contratado, buscar preferências é vital, mas essa necessidade é multiplicada quando o evento será em outro país.

Com a lista de convidados pronta, o casal tem de conversar com cada um e dizer a data em que eles estão pensando em se casar, lembrando que, dependendo do destino, os participantes da cerimônia terão de sair até um dia antes.

Desse modo, é comum que os noivos tenham de conversar primeiro com todos os convidados para somente depois escolher uma data unanimemente aceita.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *