O que é um mini wedding?

As cerimônias grandiosas de casamento são o sonho de muitas noivas, mas um tipo diferente de celebração tem ganhado mais espaço.

Conhecido como mini wedding (ou, na tradução literal, mini casamento), trata-se de uma festa bem menor, mas que possibilita alto nível de emoção e diversão ao casal e aos convidados.

Se planejar um casamento de grande porte é trabalhoso, dá para dizer algo semelhante sobre o mini wedding: apesar de mais compacto, é claro que a cerimônia também vai requerer preparativos.


Quando o mini wedding é a melhor opção para o casamento?

Esse tipo de celebração pode ser escolhida quando de acordo com o gosto dos noivos: há bastante gente que prefere ter poucos convidados para oferecer itens de mais qualidade na festa.

O mini wedding também pode ser escolhido por quem não conhece tantas pessoas no local onde vai se casar, além da necessidade, claro, que muitos têm de gastar menos.

Vale esclarecer que um mini casamento pode ser tão inesquecível quanto uma festa grandiosa. Devido a isso, ele também passou a ser visto como “refinado” por muitas pessoas.

O que é um mini wedding?


Como selecionar os convidados para o mini wedding

O quesito “convidados” pode ser um impedimento para esse tipo de celebração: afinal, quando os noivos têm família grande, fica bem difícil selecionar um número pequeno para convidar.

A situação se complica mais quando há bastante amigo: como o casamento é uma data especial, é normal que os noivos queiram a presença de todos por quem têm carinho.

Dessa forma, o mini casamento se torna viável para quem realmente tem poucos a convidar ou a quem não se importa tanto em desagradar alguns.… Clique aqui para ler o artigo completo

Como funciona o casamento militar

Já ouviu falar no casamento militar? Sabe quais são as principais características dessa cerimônia? Ainda não? Então finalmente chegou a hora de descobrir.

Por mais que os casamentos estejam cada vez mais se modernizando, nada mais belo do que aqueles clássicos e tradicionais, não é mesmo? E com certeza o casamento militar se enquadra e muito nesse padrão.

Sempre com bastante elegância e tradição, esse tipo de casamento é muito emocionante tanto para os noivos quanto para os convidados. Sendo assim, se você ou o seu par são membros oficiais de alguma força armada, não dá para perder a oportunidade de fazer um casamento militar.

No entanto, caso ainda não saiba, esse casamento possui algumas tradições importantes que, mesmo não sendo obrigatórias, são capazes de tornar a cerimônia ainda mais inesquecível.

Quer saber quais são essas tradições? Então basta continuar acompanhando este conteúdo até o final. Boa leitura.


Características do casamento militar

Como funciona o casamento militar

Logo a seguir será possível conferir quais são as principais tradições de um casamento militar que não podem ficar de fora da sua cerimônia.

Isso, é claro, se algum de vocês forem membros oficiais de alguma força armada, lembre-se sempre dessa questão. Não queira fazer um casamento militar sem que nenhum dos noivos sejam membros, certo?

Veja as principais características desse casamento:

1. Ritual da guarda de honra

Para começar, logo no início da cerimônia, os convidados oficiais fazem uma guarda de honra, responsável por escoltar a noiva até o altar.

É realmente algo bastante emocionante. Essa escolta, na maioria das vezes, é realizada por duas colunas de oficiais, os quais permanecem em formação até o encerramento do casamento militar.… Clique aqui para ler o artigo completo

Como funciona a cerimônia de casamento evangélico

Quer saber como é organizada uma cerimônia de casamento evangélico? Então acompanhe esse texto até o final (a gente explica tudo)

A quantidade de pessoas que professam a religião evangélica tem crescido bastante nas últimas décadas.

Chamados também de protestantes, os seus casamentos são tão belos quanto os tradicionais, feitos na igreja católica, e podem ter comemorações em estilos bem diferentes.

Saiba já como funciona a cerimônia de casamento evangélico.


Onde fazer uma cerimônia de casamento evangélico?

As pessoas evangélicas fazem a cerimônia na sua própria igreja, principalmente quando se trata de uma sede ampla.

Nesse caso, a configuração do casamento é igual à da igreja católica: os convidados ficam sentados de ambos os lados, havendo uma passagem para os noivos até o altar.

Se a igreja evangélica é pequena, dá para realizar a cerimônia em outro lugar, bastando marcar o dia com o pastor para que ele possa comparecer e celebrar o casamento.

Normalmente, o pastor não cobra: os noivos podem pagar o transporte, se a cerimônia for em um lugar mais distante.

Como funciona a cerimônia de casamento evangélico


Há padrinhos no casamento evangélico?

Os casamentos feitos na igreja evangélica não contam com padrinhos: no altar ficam apenas o pastor e os noivos.

É claro que estes podem ter amigos com a mesma importância que os padrinhos, ajudando na organização e no andamento da cerimônia, mas não há o status dado a eles no casamento católico.


Como funciona a cerimônia de casamento evangélico

Assim como acontece na maioria das cerimônias, o noivo fica no altar com o pastor aguardando que a noiva seja levada até ele; se ela, preferir, pode fazer o caminho sozinha e há casos nos quais os noivos decidem caminhar juntos até o altar.… Clique aqui para ler o artigo completo

Como funciona o casamento com cerimônia budista

Você quer saber como funciona um casamento budista? Acompanhe todos os detalhes no nosso post

Quando se fala em cerimônia de casamento, ainda é muito comum que as pessoas pensem automaticamente nos ritos católicos.

Entretanto, existem diversas outras religiões e doutrinas que também fazem a cerimônia de união matrimonial, como a budista. Conheça aqui como é estruturado um casamento assim.


O que é o budismo?

Antes de explicar sobre a cerimônia de casamento budista, é importante esclarecer o que é o budismo, realmente.

Trata-se de uma filosofia de vida na qual os adeptos são encorajados a focar nas coisas espirituais, não dedicando preocupação excessiva ao que é considerado transitório, ou seja, às coisas terrenas.

É dessa crença um preceito bastante conhecido: o carma. As coisas ruins ou boas que as pessoas fazem retornam, até em outra vida. A filosofia de vida indiana também tem uma figura importante: buda.

Porém, essa palavra faz referência a mais do que um líder espiritual e sim a qualquer membro que consiga determinada evolução.


Como é feita a cerimônia de casamento budista

Existem algumas diferenças no rito budista de casamento: o pai da noiva (ou figura masculina importante) não a leva até o noivo, que espera no altar.

Na realidade, o casal entra junto no tempo e, em seguida, entram os padrinhos; durante o trajeto, há toques especiais que substituem a marcha nupcial e que servem para demonstrar reverência a Buda.

Há um altar e, nele, alguns objetos importantes para a cerimônia budista de casamento: candelabro vazio, caixinha de incenso, vaso vazio e flores sem espinho.… Clique aqui para ler o artigo completo

Como se inscrever para casamento comunitário no RJ

Saiba como funcionam as regras para participar de casamento comunitario RJ

O casamento comunitário é um recurso que as pessoas de todos os Estados podem utilizar, sendo uma atividade social que ajuda quem quer regularizar sua união e não tem como arcar com as despesas.

No Rio de Janeiro, o Tribunal de Justiça do Estado concede essa cerimônia civil de maneira gratuita por algumas vezes durante o ano e tudo com amparo legal: o ato normativo regulamenta o casamento comunitário por lá é o TJ 02/2010.

Nesse tipo de cerimônia, o governo determina um local de bom tamanho para que todos os noivos e convidados sejam acomodados. Há um juiz de paz para oficializar as uniões e os casais ficam em fila para que as certidões de casamento sejam assinadas.

Há um limite de convidados para cada casal a fim de que não fique lotado demais; entretanto, eles conseguem acompanhar a cerimônia com bastante conforto e podem levar filmadoras ou máquinas fotográficas.

Ainda que seja um casamento coletivo, as noivas podem estar de vestido branco ou com qualquer outro que queiram vestir. Os convidados não precisam estar a rigor: qualquer vestimenta é autorizada.


Como fazer inscrição para casamento comunitário RJ

As inscrições variam de acordo com a cidade: provavelmente, as suas Secretarias de Assistência Social ou órgãos correspondentes determinem datas diferentes umas das outras.

Entretanto, o Tribunal de Justiça carioca pode informar os casais como proceder para se inscrever.

O e-mail para o qual as informações podem ser pedidas é gabpres.diapp@tjrj.jus.nr.… Clique aqui para ler o artigo completo

Como se inscrever para casamento comunitário em SP

Confira as regras para se inscrever em casamento comunitário em SP

O casamento comunitário é um conceito que ficou muito mais popular, sendo uma alternativa para casais que não podem arcar sozinhos com todos os custos.

Em São Paulo, há diversas igrejas católicas, cartórios, espaços evangélicos, salões, etc., nos quais essas uniões comunitárias podem ser feitas, ressaltando-se que o reconhecimento legal delas é igual à dos casamentos convencionais.

Há certos mitos com relação a essas cerimônias, como elas não poderem ser bonitas ou não haver convidados.

Esse tipo de afirmação não é verdadeiro: há casamentos comunitários muito bonitos, com decoração impecável e também com a presença de convidados.


Requisitos para fazer casamento comunitário em SP

As inscrições para os casamentos comunitários são feitas nos cartórios: deve-se procurar o cartório de registro civil mais próximo e perguntar sobre as datas disponíveis, fazendo o mesmo com a igreja.

No caso de o cartório ou a igreja da região não terem data ou não realizarem esse tipo de cerimônia, basta pedir informação sobre onde ela é feita.

Para o casamento comunitário no civil, os noivos precisarão apresentar averbação de divórcio, documento de identificação, certidão de nascimento, comprovante de renda, comunicação de óbito do ex-cônjuge, duas testemunhas e comprovante de endereço.

É claro que a apresentação dos documentos é personalizada para cada casal: para alguém que nunca se casou, por exemplo, a única certidão necessária é a de nascimento.

Quem já foi casado e também é viúvo, por exemplo, terá de levar os dois documentos respectivos.… Clique aqui para ler o artigo completo