Como se inscrever para casamento comunitário em SP

Confira as regras para se inscrever em casamento comunitário em SP

O casamento comunitário é um conceito que ficou muito mais popular, sendo uma alternativa para casais que não podem arcar sozinhos com todos os custos.

Em São Paulo, há diversas igrejas católicas, cartórios, espaços evangélicos, salões, etc., nos quais essas uniões comunitárias podem ser feitas, ressaltando-se que o reconhecimento legal delas é igual à dos casamentos convencionais.

Há certos mitos com relação a essas cerimônias, como elas não poderem ser bonitas ou não haver convidados.

Esse tipo de afirmação não é verdadeiro: há casamentos comunitários muito bonitos, com decoração impecável e também com a presença de convidados.


Requisitos para fazer casamento comunitário em SP

As inscrições para os casamentos comunitários são feitas nos cartórios: deve-se procurar o cartório de registro civil mais próximo e perguntar sobre as datas disponíveis, fazendo o mesmo com a igreja.

No caso de o cartório ou a igreja da região não terem data ou não realizarem esse tipo de cerimônia, basta pedir informação sobre onde ela é feita.

Para o casamento comunitário no civil, os noivos precisarão apresentar averbação de divórcio, documento de identificação, certidão de nascimento, comprovante de renda, comunicação de óbito do ex-cônjuge, duas testemunhas e comprovante de endereço.

É claro que a apresentação dos documentos é personalizada para cada casal: para alguém que nunca se casou, por exemplo, a única certidão necessária é a de nascimento.

Quem já foi casado e também é viúvo, por exemplo, terá de levar os dois documentos respectivos.… Clique aqui para ler o artigo completo

Como funciona o casamento comunitário

Saiba como funciona o casamento comunitário e veja como fazer a inscrição para participar da cerimônia

Ainda que o casamento seja considerado uma das ocasiões mais comemoradas, também é razão para muita despesa: buffet, pagamento da taxa da Igreja, pagamento do cartório, convites e tudo mais.

É por isso que as cidades concedem aos munícipes a chance do casamento comunitário.

Nesse tipo de casamento, um número máximo de casais divide os gastos e isso não é somente para quem tem situação financeira mais complicada.

É comum que alguns casais não tenham a pretensão de uma super festa, mas queiram comprar uma aliança mais bonita ou viajar com mais mordomias na lua de mel. Se eles economizam usando o casamento comunitário, sobra dinheiro para esses outros planos.

Há pessoas que possuem certo preconceito com os casamentos desse tipo, achando que eles não são bonitos ou que não serão tão inesquecíveis: isso é um erro.

Muitos casamentos comunitários são belíssimos o figurino dos noivos e das noivas não é padrão: cada um pode usar o terno e o vestido que sonhou.

Também é autorizado levar convidados aos casamentos desse tipo: porém, é verdade que eles deverão estar em menor quantidade. Quanto mais casais estiverem se casando, menor será a cota de convidados para cada um.


Regras do casamento comunitário civil

Cada cidade tem as suas datas para fazer os casamentos comunitários e o cartório as informa aos noivos.

Sendo assim, é só comparecer a um e perguntar sobre a realização do casamento comunitário: o funcionário dirá a próxima data e os documentos obrigatórios para a certidão.… Clique aqui para ler o artigo completo

21 dicas para ter o casamento blindado

Saiba quais são as 21 dicas para ter casamento blindado e confira se você está colocando elas em prática

O termo “casamento blindado” ficou famoso por causa de um dos ministérios da Igreja Universal do Reino de Deus e que é dedicado a dar dicas sobre como manter o matrimônio protegido.

Os responsáveis por esse ministério são Cristiane e Renato Cardoso, havendo livros e outros materiais sobre o tema.

Além do trabalho da Igreja Universal para ensinar aos cônjuges como proteger os casamentos, também existem outras dicas que são advindas da sabedoria popular, das orientações psiquiátricas e muito mais. Veja agora 21 delas:

  • Ter empatia: o ser humano costuma acreditar que o seu problema é mais grave que o do cônjuge. Por isso, é importante que o casal tenha empatia, ou seja, que tente ver a situação considerando a perspectiva do outro.
  • Ser bem-humorado: é verdade que há situações cotidianas nas quais é difícil continuar animado, mas é melhor rir com o cônjuge das possíveis dificuldades do que fazer delas razão de mais desgaste.
  • Evitar acusações: ficar apontando o que o outro fez de errado no relacionamento ou em determinada situação apenas gera mais briga, ainda mais quando o assunto já foi tratado antes.
  • Pedir desculpas: muitas das brigas de casal poderiam ser encerradas apenas com um dos lados pedindo desculpas. Porém, é fundamental que a pessoa que pede desculpas realmente entenda que está errada.
  • Demonstrações de carinho são primordiais para que o amor seja mantido e blindado;
  • Acalmar-se em vez de continuar brigando: as pessoas que estão muito nervosas ou magoadas tendem a não ver uma solução para a discórdia.
Clique aqui para ler o artigo completo

Como fazer lista de casamento na Americanas

Vai casar em breve? Então veja o passo a passo para fazer lista de casamento na Americanas

As listas de casamento são uma forma bem mais simples de os noivos declararem o que gostariam de ganhar.

Além de substituir os tradicionais papeizinhos que acompanhavam o convite e que discriminavam os presentes, a lista nas lojas também impede que os noivos recebam muitas coisas repetidas ou que eles não utilizarão.

As Lojas Americanas sempre foram um estabelecimento com diversos presentes de casamento, sendo ótimo para os convidados comprarem itens de cama, mesa e banho, por exemplo, além de conjuntos de cozinha e até eletrônicos.


Como criar lista de presentes na Americanas

Nas Lojas Americanas, os noivos podem criar a sua lista de presentes com toda a comodidade, utilizando o site.

Clicando em https://listadecasamento.americanas.com.br/pages/HomePage/m, os noivos selecionam “Crie sua lista” e podem colocar todos os itens indispensáveis que gostariam que seus convidados comprassem.

Os convidados também utilizam de forma fácil essa lista de casamento das Lojas Americanas: no link anterior, eles escrevem o nome dos noivos e o site da loja mostrará a lista em questão.

Na maioria das vezes, o casal também escolhe deixar a lista impressa em alguma das lojas e não há problema: ela pode ter uma versão impressa em alguma unidade e estar no site.

Como fazer lista de casamento na Americanas


Lista de casamento das lojas Americanas para convidados

Os convidados que procuram pela lista de presentes em uma loja física das Lojas Americanas precisam ir aos balcões e dizer o nome dos noivos.… Clique aqui para ler o artigo completo

Como funciona o casamento com comunhão universal de bens

O Brasil está entre os países em que as pessoas mais oficializam as suas uniões, e isso significa um maior número de casamentos realizados nos cartórios do país. Porém, uma das questões mais importantes que devem ser definidas pelos noivos é sobre a partilha dos bens do casal. E a ideia de que “os dois se tornarão um só” a partir daquele momento, parece ganhar força quando o regime escolhido é a comunhão universal de bens. Basicamente, esse tipo de união significa que todos os bens, adquiridos antes e depois do casamento, passa a pertencer a ambos.

Mas, antes de viabilizar essa escolha, é obrigatório que os noivos façam um pacto antenupcial realizado em um tabelionato de notas. Para você entender melhor esse acordo assinado pelo casal, ele funciona como uma oficialização da fusão dos bens de ambos, seja doação, a título oneroso (compra), dívidas e herança. Somente a partir desse momento é possível dar entrada na comunhão universal de bens. Vale lembrar que é possível alterar esse regime mesmo após o casamento. Esse direito está previsto em lei, seja mediante a alvará ou concordância mútua.

Regras gerais de comunhão universal de bens

casamento-comunhao-universal-de-bens

Nesse regime de comunhão universal de bens, os direitos garantidos em lei valem para os seguintes casos:

1. Morte

Nesse caso, o conjugue tem o direto de receber 50% de todos os bens do falecido, sendo que o restante deverá ser dividido com os demais herdeiros.

2. Separação

Essa regra também vale em situações de separação.… Clique aqui para ler o artigo completo

Como funciona o casamento civil gratuito

Muitos noivos reclamam dos altos custos que precisam arcar para realizar o tão sonhado casamento, e isso inclui não apenas as despesas com a recepção e igreja. Até mesmo os casamentos civis possuem um custo médio de R$ 300,00, ou seja, mesmo que o casal opte por uma cerimônia apenas no civil, também precisa desembolsar essa quantia. Porém, o que muitas pessoas não sabem é que em todos os cartórios do Brasil existe a opção do casamento civil gratuito. Esse direito é garantido por lei e está publicado no Artigo 1.512 do Código Civil. O benefício é destinado a todos os casais que comprovarem a impossibilidade de arcar com as despesas do casório, mas que sentem o desejo de oficializar a união.

Se você e seu par estão interessados em saber como funciona o casamento civil gratuito, a partir de agora nós vamos mostrar os procedimentos passo-a-passo para fazer o pedido no cartório. Acompanhe o texto até final e veja as orientações.

Como dar entrada no casamento civil gratuito

casamento-civil-gratuito

O primeiro passo é dar entrada no processo do casamento civil, pedindo a sua gratuidade. Para isso é necessário:

1. Entrada no pedido

O casal deve se encaminhar ao cartório mais próximo para explicar suas intenções e esclarecer que não reúne condições financeiras para arcar com os custos do casamento.

2. Assinar uma Declaração de Hipossuficiência

Mais conhecida como Declaração de Pobreza, trata-se de uma “carta” que pode ser escrita a próprio punho. Neste documento os noivos confirmam que todas as informações que eles forneceram sobre a ausência de recursos financeiros são verdadeiras.… Clique aqui para ler o artigo completo